sábado, 11 de agosto de 2012

O AMOR DE DEUS É ASSIM...

1. Não importa o que fez . O amor de Deus por você é incondicional.
A Bíblia diz, "Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu Único Filho, para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna".

2. Quando qualquer um de nós erra o alvo, ou seja , pratica alguma coisa que desagrada a Deus peca e o pecado nos separa de Deus.
A Palavra é clara "Pois todos pecaram e estão separados da glória de Deus..." (Romanos 3:23) Deus é perfeito e santo, e nossos pecados nos separam de Deus para sempre. A Bíblia diz "Pois o salário do pecado é a morte..." (Romanos 6:23) Mas não se preocupe, Deus continua amando você. Eis o que Ele fez, a mais de 2000 anos atrás:

3. Deus enviou Seu único Filho Jesus Cristo para morrer por nossos pecados.
Jesus e o verbo divino que se fez carne ele é o  Filho de Deus, ou melhor,  Ele é o próprio Deus, que ao se fazer homem,  viveu uma vida sem pecados e morreu na cruz para pagar o preço por nossos pecados. Preço este, que nenhum de nós conseguiria pagar. É isso que chamo de Graça Irresistível" "Mas Deus demonstra seu amor por nós pelo fato de ter Cristo morrido em nosso favor, quando ainda éramos pecadores." Quando ainda éramos inimigos da Cruz, Ele mesmo assim, ousou morrer por nós. (Romanos 5:8) . A Bíblia diz que Jesus  morreu crucificado por nós lá na cruz do calvário, mas ao terceiro dia Ele ressuscitou da morte e agora Ele vive no céu com Deus, Seu Pai. Graça quer dizer, favor não merecido, é um presente de Deus para cada um de nós  viver eternamente com Ele no céu se O aceitarmos  como nosso Senhor e Salvador. Eis o que a sua palavra diz: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim." (João 14:6) Deus está perdidamente apaixonado por você. Ele o  ama e deseja que você seja Seu filho "Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus." (João 1:12). Se você  não conseguir confessar o Senhor Jesus, como seu Mestre e Salvador , você pode agora mesmo, pedir para que Jesus Cristo perdoe seus pecados e entre na sua vida como seu Senhor e Salvador.
4. Você entendeu? Quer fazer sua decisão agora ao lado de Cristo?
Em Romanos 10.9, lemos: " "A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus O ressuscitou dos mortos, serás salvo." Como você pode ver é preciso crer com a nossa mente, sem nenhum tipo de pressão, você tem somente que entender que é um miserável pecador e que precisa aceitar esse tão lindo presente, pois a vida aqui é passageira e no além é uma eternidade. A escolha é sua. Com quem você vai escolher passar a eternidade?
5. Você precisa saber que nenhum homem por si só consegue fazer isso.
 Pois a próprio fé e a decisão de ficar ao lado de Cristo, vem do Espírito Santo, pois é Ele quem convence o homem da justiça, do pecado e do Juízo, como diz a Palavra.
6. Ore agora mesmo! Tome a decisão!!

"Senhor Jesus, Eu creio que Tu és o Filho do Deus vivo, creio que és  o Salvador do mundo. Creio firmemente, como diz a Sua Palavra que por obra e graça do Espírito Santo, nascestes da Bendita Virgem Maria, padecestes sob o poder de Ponscio Pilatos, mas ao terceiro dia ressuscitastes. Obrigado por vir a Terra e morrer para que eu pudesse ter a vida eterna e morar contigo para sempre. Por favor perdoe todos meus pecados, entre na minha vida agora mesmo. Agora eu quero Te seguir e Te servir com minha vida. Por favor envie o seu Santo Espírito e dirija meus passos. Em nome de Jesus , Amem."

 E agora, como está sentindo? Você fez a oração?

Se porventura está ainda com alguma dúvida, entre em contato conosco, através do blog ou pelo e-mail prleontino@hotmail,com, ou procure uma Igreja Evangélica mais próxima de sua casa.

Que Deus o Abençoe muito.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

E A FAMÍLIA ,COMO VAI?



E A FAMÍLIA, COMO VAI?




Artigo escrito para servir de subsídio aos estudantes da Bíblia Sagrada, aos que fazem uso da revista Lições Bíblicas, cujo tema é Vencendo as Aflições da Vida, com comentários de Eliezer de Lira e Silva, lecionada no terceiro trimestre de 2012. Porém, todo o conteúdo é abrangente, serve a toda alma que deseja se alimentar da Palavra de Senhor.

Quem prestigia este blog sabe que eu utilizo com frequência as seguintes referências bíblicas:

• Efésios 2.13-14: "Cristo Jesus ... ele é a nossa paz ...";

• João 4.27: "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize." 

Costumo, também, relembrar que a raiz etimológica do termo "paz" na Bíblia Sagrada. Significa muito mais do que a ausência de guerras e brigas. O termo foi usado nas páginas do Novo Testamento (em grego: eirene) e Antigo Testamento (shalom), com o sentido de prosperidade no sentido mais profundo, que atinge a vida finaneira, a alma e o espírito. É o bem-estar físico, viver a vida com saúde, ter finanças equilibradas e bom relacionamento com Deus. 


Não faz muito tempo que uma leitora interpelou a mim e comentou sobre a questão de a Bíblia Sagrada afirmar que Jesus é a nossa paz,  que Ele disse trazer a paz e entregá-la de uma maneira especial a nós e ao mesmo tempo afirmar que veio trazer espada para dentro dos lares.

"Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra; e assim os inimigos do homem serão os seus familiares. Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim. E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim." -  Mateus 10.34-38.

Esta declaração está muito clara. Trata da questão de quem amamos mais, se a Deus ou se aos nossos parentes mais próximos. Devemos amá-los, mas ao Senhor deve ser reservado o trono de nosso coração.


Se eu amar mais a mim mesmo, sou ególatra. Se eu amar mais ao meu cônjuge, sou idólatra. Devo amar ao próximo como a mim mesmo e a Deus sobre tudo e todos. "E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes." -  Marcos 12.29-31.


Gostei desta observação contida na revista: Quando Deus criou o mundo declarou que tudo era bom (Gênesis 2.18). A única coisa que o Criador disse não ser boa era o fato de o homem viver só (Gênesis 2.18). Por isso fez para Adão uma adjuntora, Eva, formando assim a primeira família (Gênesis 2.22). Não faz parte do plano divino que o casal se divorcie (Mateus 5.31, 32; 19.3-9; Marcos 10.2-12).

O articulista da revista Lições Bíblicas usa muita clareza quando escreve que "o plano de Deus é que a família toda sirva a Cristo como Senhor e Salvador". É isso, mesmo. Quando um casal casa-se sendo marido e esposa descrentes e após a realização do matrimônio um deles se converte, não havendo resistência quanto à prática de fé por parte do não convertido, o dever do convertido é continuar casado - não divorciar-se -  e esforçar-se para dar bom testemunho dentro do lar, objetivando ganhar o (a) parceiro (a) para Cristo através do comportamento cristão exemplar na rotina familiar. Referências: 1 Coríntios 7.12, 13, 15.

E.A.G.

COPIADO COM A DEVIDA AUTORIZAÇÃO.

GRAÇA E PAZ A TODOS

PRLEO